“Se matamos uma pessoa somos assassinos. Se matamos milhões de homens, celebram-nos como heróis " – Charles Chaplin

Cinema

Mudvayne

Poucos conhecem a Banda de metal alternativo Mudvayne, e quem conhece provavelmente gosta por causa de sua sonoridade e visual agressivo ao máximo, mas há algo que me fascina nessa banda além desses fatores.  Pra iniciar o nome da banda “Mudvayne” veio de um sonho que o vocalista Chad Gray teve em que ele foi abduzido por extraterrestres e lá lhe deram uma senha, senha esta que hoje é o nome da banda. Ótimas letras e vídeo clips, há certo mistério sobre a banda, pouco se sabe sobre seus integrantes, os assuntos abordados pela banda é de grande inteligência, esoterismo, ocultismo, alquimia, kabbalah, astrologia, biologia, história, física, química e matemática , uma eterna busca de saber o que você realmente é, o que te faz matar, o que te faz amar. O baterista Matt é membro da Golden Dawn, o vocalista Chad, tem uma grande curiosidade sobre óvnis extraterrestres etc, e vemos isso em suas letras e maquiagens. Mudvayne é uma banda polemica e contraditória ao governo e qualquer forma de manipulação em massa.

Análise de algumas músicas.

álbum The End Of All Things To Come ‘ encontramos em algumas músicas várias menções a Golden Dawn .

‘The place you would go and try to escape
Children, learning the secret knock, a nickel
To enter that place’

Tradução — O lugar que você deveria ir e tentar escapar
Crianças aprendendo o Toque Secreto, um níquel para se entrar naquele lugar.

E lembrando que a capa do Álbum é um símbolo usado em rituais.

Scrying: Album ‘The End Of All Things To Come.

Scrying é o uso de magia ou habilidades psíquicas para ver as coisas que estão ocultas para outra pessoa.
Por exemplo quando um vidente(ou algo do tipo) esta olhando em uma bola de cristal, em inglês se fala que ele esta Scrying
No caso da música ele vê na água uma coisa que outra pessoa não pode ver!

podemos ouvir no trecho da skrying :

“skrying through refections in a pool
i see death coming, mowing down
do you remember, the bedroom
Was it your cell or was it your tomb”

traduçãoSkrying através de reflexões em uma piscina
Eu vejo a morte chegando, derrubando
você se lembra, o quarto
Era o seu cubículo ou foi o seu túmulo

Skrying é um objeto para obter informações não disponíveis normalmente. Os métodos comuns incluem espelhos, pedras, cristais bolas, piscinas de água, tinta ou sangue, fogo, e etc.

Mercy Severity: Album the end of all things to come

“Mother of creation wait
embrace the souls of the lost world and carry them away
Portal sits deep within the eye,
The eye of yin’s severity,
Rewards understanding
Portal sits deep within the eye,
The eye of yin’s severity,
Rewards understanding”

Tradução

“Abraçar as almas de um mundo perdido e levá-los embora

Portal senta no fundo do olho,
O olho da gravidade do yin,
Recompensas compreensão
Portal senta no fundo do olho,
O olho da gravidade do yin,
Recompensas compreensão”

Esse yin no caso seria menção ao yin/yang
da cultura oriental…

A “Mercy, Severity”, tem uma série de referências orientais: o Yin do Yin e Yang taoísta, e a linha de “Mãe da destruição espera / Com um cinto de caveiras me prende pra baixo” pode estar se referindo à deusa hindu Kali.

Solve et coagula: Album The end of all things to come

O nome “Solve et Coagula” vêm das palavras em latim que aparecem nos braços do mitológico demônio Baphomet. A imagem de Baphomet também indica o equilíbrio, o Yin Yang, veja que ele aponta a mão direita para uma lua branca, e a mão esquerda para uma lua preta


Cada música do The End Of All Things To Come tem um símbolo zodíaco:

* Áries – “The End of All Things to Come”
* Touro – “Trapped in the Wake of a Dream”
* Gêmeos – “Shadow of a Man”
* Câncer – “World So Cold”
* Leão – “Not Falling”
* Virgem – “The Patient Mental”
* Libra – “Silenced”
* Scorpião – “Skrying”
* Sagitário – “Solve et Coagula”
* Capricórnio – “(Per)version of a Truth”
* Aquários – “Mercy, Severity”
* Peixes – “A Key to Nothing”

Todas, exceto a 12:97:24:99. No encarte do CD, em vez de ter um símbolo zodíaco, tem a capa do álbum como símbolo, isso talvez represente o conceito de não dualidade da escola de filosofia Hindu ‘Advaita-Vedanta’, que diz que ‘A verdade somente pode ser descoberta através do silêncio’. Essa música na verdade não representa nada, ou representa algo além de todas as definições. As letras dessa música estão em hebreu.
O álbum tem fortes influências da filosofia Hindu e Budista. Mais forte é o tema da natureza do nada, que é parecido com a crença Hindu e budista que o mundo material é uma ilusão. Também tem o ciclo natural do tempo, renascimento e a presente destruição. A música ‘Mercy, Severity’ em particular, tem um número de referencias orientais, o Yin de Daoist Yin e Ya

Obs: não sei se vocês lembram-se do novo signo do zodíaco que os astrônomos dizem existir, as noticias sobre ele começaram no inicio desse ano 2011, e esse álbum do Mudvayne é de 2002, quem gosta de conspiração vai relacionar fácil a isso que vou dizer agora, a capa do Album é uma pirâmide e observando  a pirâmide maya de um certo ponto e horário especifico, se não me engano é quase quando o sol esta se pondo, feita pela sombra da pirâmide vemos uma  serpente e o nome do novo signo é Serpentário, agora fica o silêncio pra vocês refletirem sobre…..

Monolith: Album L.D 50

As palavras faladas em “Monolith” são de Terence McKenna, um famoso pesquisador de alucinógenos, explicando a sua teoria de que os símios (macacos) evoluíram para seres humanos através do consumo de cogumelos alucinógenos.

(k)Now F(orever): Album L.D 50

‘Do what you will make it the whole of your law’

Tradução — ‘faça o que deseja, faça isso toda sua lei’
é uma das regras do Thelema. A religião fundada por Crowley.

Curiosidades:

O inicio da musica Beautiful And Strange do álbum Self-titled, pode se ouvir no Filme The shining (O iluminado)

O termo All work and no play makes me a dull boy que vemos na música Dull boy, também veio do filme The Shining, não irei falar detalhes pra não estragar o filme.

O Baterista tem uma tatuagem da Golden Dawn no peito esquerdo

Mais um post terminando por aqui, e até o próximo.

Pesquisa e edição: Janderson Shift.


Elizabeth Báthory, a condessa de sangue.

É inacreditável como a busca pela beleza leva uma pessoa a fazer atos “bizarros” e loucuras, este é o caso de Elizabeth Báthory.

Elizabeth Báthory nasceu em 7 de agosto de 1560 na Hungria. Dizem que o motivo de seu sadismo foi pelo fato de que ela cresceu na época em que os Turcos conquistaram a maior parte do território húngaro, que servia de campo de batalha entre os exercitos do império Otomano e a Áustria dos habsburgo. A família também tomou partido junto ao protestantismo, que era uma nova forma de oposição ao catolicismo romano. Desde muito jovem a moça, muito bela, já havia sido prometida em casamento. Aos 11 anos de idade já era noiva de um conde local, mas aos 14 anos engravidou de um camponês e fugiu, para não complicar seu casamento. Não se sabe o fim que a criança teve, mas o casamento ocorreu no ano seguinte. Acredita-se que durante as viagens do Conde, Elisabeth tomava conta dos assuntos do castelo, e a partir daí começou a aflorar seu lado sádico. Além de maltratar os empregados, ela era famosa apelo comportamento arbitrário e pela crueldade com quem infringia as regras. Ela costumava espetar agulhas em partes sensíveis do corpo, como embaixo das unhas e mandava as vítimas ficarem nuas na neve para que fossem banhadas com água fria e morressem congeladas. Existem relatos de que ela teria aberto a mandíbula de uma criada até que os cantos de sua boca rasgassem. Mas ela não fez tudo sozinha, teve ajuda de Seu marido tambem, que lhe ensinou a cobrir uma mulher de mel para que insetos viessem atacar a vitima. A sua obsesão por beleza iniciou quando ela estava se penteando e uma empregada acidentalmente puxou seu cabelos. ela espancou a empregada até a morte e seu sangue espirrou na mão de Elizabeth, ela acreditou que aquele sangue havia rejuvenescido sua pele, aparti dai surgiram boatos que a condessa se banhava com sangue para mante-la bela e jovem.

No entanto, com toda sua crueldade, há relatos de que Elizabeth era uma boa mãe para os seus três filhos que teve com o conde. Elizabeth ficou viúva em 1604, e com isso aumentou ainda mais sua insanidade mental. Ela se mudou para Viena e lá conheceu outras mulheres que a incentivaram a continuar e refinar seus métodos de tortura e assassinato. Os nomes de todas as suas vítimas só foram descobertos quando uma investigação para verificar as dividas do marido teve acesso a sua agenda pessoal, que continha o nome de mais de 650 vítimas registradas com sua própria letra. Durante seu julgamento, não foram encontradas provas de seus atos, apenas testemunhas que a acusavam A condessa ficou na prisão por três anos, até sua morte em 1614. Cem anos depois, o padre jesuita Laszlo Tutoczy encontrou alguns documentos originais do julgamento e recolheu Histórias que circulavam entre os habitantes locais. Então com base nesses documentos surgiu a Lenda da condessa, de acordo com essa lenda existia em um calabouço uma gaiola com lâminas penduradas no teto, onde os condenados eram colocados e espetados com lanças, para se moverem e se cortarem, e esse sangue caia em um recipiente para os banhos de Elizabeth. Há músicas e filmes que relatam sua vida.

Banda: cradle of filth

Música: Bathory Aria

 

 

Filme:Bathoty (título original)/ Condessa de sangue (título brasileiro)

Trailer

Continuem comentando galera, obrigado por lerem  nosso blog, até o próximo post.

Edição e pesquisa: Janderson Shift


Poltergeist

Poltergeist (do alemão polter, que significa ruído, e geist, que significa espírito) é um tipo de evento sobrenatural que se manifesta deslocando objetos e fazendo ruídos.

Acredita-se que o foco dessa perturbação é muitas vezes uma criança na fase da puberdade, em geral do sexo feminino. O evento caracteriza-se por estar relacionado a um indivíduo e por ter curta duração. Difere da chamada assombração, que pode-se estender por anos, sempre associada a uma área, geralmente uma casa.

No fenômeno poltergeist um espírito perturbado usa o indíviduo para se manifestar, às vezes de forma agressiva, fazendo objetos como pedras, por exemplo, voarem pelos ares atingindo objetos e outras pessoas. Para a manifestação desse espírito, segundo a literatura espírita, é necessária a presença de um médium de efeitos físicos, ainda que seja completamente alheio à sua faculdade, para que os fenômenos ocorram.

Há casos famosos na parapsicológica, como o da família Lutz que, em 1976, foi atormentada por entidades inferiores durante os 27 dias que viveram em uma casa na pequena cidade de Amityville, nos Estados Unidos da América, que passaria às telas de cinema com o nome de Horror em Amityville. Um dos integrantes da família, George Lutz afirmou que durante a noite ouvia o ruído de uma banda marcial tocando na sua sala de estar, evento só constatado por ele.

Trailler oficial do filme:

 

Outro filme que trata do mesmo assunto, é o clássico de Steven Spilberg: Poltergeist, de 1982.

Link pra baixar: http://filmeedownload.blogspot.com/2008/09/poltergeist-o-fenmeno-123.html

  •  

  • By:Paulo Rick